PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

    Thiago Campelo e Selma Bezerra eleitos Prefeito e Vice de Aracoiaba em eleição suplementar

    Clique e Escute

    O município de Aracoiaba ganhou um novo prefeito para comandar a cidade por pouco mais de um ano. Thiago Campelo (PDT) e sua vice, Selma Maria Bezerra, foram eleitos, nesse domingo (1), com 54,28% dos votos válidos — após 100% das urnas terem sido apuradas. Eles derrotaram a chapa “Um novo tempo vai começar” (PL, PSC, PSD), que tinha como candidato a prefeito Edim da Bill (PL) — irmão do cantor Wesley Safadão — e José Wilson da Silva como vice.  19.705 eleitores compareceram às urnas, 87,26% do eleitorado e 2.876 não compareceram, 12,74%.

    Thiago Campelo obteve, 10.365 votos ou 54,28% e Edim da Bill, 8.731 votos ou 45,72%. Maioria favorável a Thiago Campelo foi de 1.634 votos.

    Ex-deputado estadual, Thiago Campelo foi um nome de coalização entre os partidos PDT, PT, PSDB e PP, que formaram a coligação “Unidos para reconstruir Aracoiaba”. O pedetista era o candidato da oposição à antiga gestão, formada por Antônio Cláudio (ex-prefeito) e Dona Bill (ex-vice). Thiago Campelo, é filho da Ex Prefeita Marilene Campelo e recebeu apoio também do atual Prefeito Helder Paz.

    Filho de Dona Bill, Edim recebeu apoio do grupo político de sua mãe, diversos Vereadores e dos Ex-prefeitos Antônio Claudio e Ari Ribeiro.

    Posse

    Eleito pela maioria, Thiago Campelo deve ser diplomado pela Justiça Eleitoral até o dia 13 dezembro. Logo em seguida, a Câmara Municipal deve marcar a cerimônia de posse.

    O pedetista será o terceiro prefeito da Cidade após o pleito de 2016. Ele terá pouco mais de um ano para cumprir promessas feitas aos moradores do município, que esperam maior estabilidade após inconsistências políticas dos últimos anos.  

    Assim como em Aracoiaba, outros sete municípios cearenses também enfrentaram instabilidades políticas após as eleições municipais daquele ano. De 2017, para cá, o troca-troca de gestores atingiu Irauçuba, Cascavel, Croatá, Frecheirinha, Santana do Cariri, Umari e Tianguá. 

    Nesta última cidade, inclusive, foram realizadas três eleições suplementares apenas nos três últimos anos. Entre as causas mais recorrentes para as cassações dos gestores municipais, estão: abuso de poder econômico e político, improbidade administrativa e corrupção. Nas sete cidades em questão, as eleições suplementares ocorreram entre 2018 e este ano.

    DN / Programa do Rochinha

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário