PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

    Ibaretama ganha Escola de Tempo Integral

    Com mais tempo, mais oportunidades. A proposta de ensino com jornada prolongada da rede estadual de educação passa a valer para 25 novas unidades no Ceará, lançadas na quinta-feira (13) como Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTI). O anúncio foi feito durante evento da Secretaria Estadual da Educação (Seduc).
    A adição das novas escolas de tempo integral totaliza 155 unidades desse tipo no Estado. As cidades mais populosas concentram a maioria das EEMTIs, que são distribuídas em áreas consideradas vulneráveis. Contando com as 122 Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEPs), o Ceará passa a ter 277 unidades com jornada prolongada, o que representa 38% da rede estadual de ensino.

    As novas EEMTIs ofertam a matrícula para 3.589 alunos no primeiro ano do Ensino Médio. Em 2016, ano de implantação do programa em 26 escolas, eram 2.725 matriculados. A partir de janeiro deste ano, já são 41.197 estudantes beneficiados em 71 municípios do Estado do Ceará.

    Oportunidade

    "A Escola de Tempo Integral 'oportuniza' mais tempo de aprendizagem, onde o aluno pode interagir mais com colegas, com professores, laboratórios e livros. Eles podem escolher e desenvolver habilidades com as disciplinas eletivas, e trabalhar as competências socioemocionais", avalia a secretária da Educação, Eliana Estrela. Segundo ela, a proposta da Pasta é expandir e consolidar o sistema em Tempo Integral no Estado. Os municípios que recebem as 25 escolas nessa modalidade são: Abaiara, Acaraú, Assaré, Cariús, Fortaleza, Ibaretama, Ipaporanga, Irauçuba, Jardim, Jati, Jucás, Massapê, Mauriti, Mombaça, Morrinhos, Parambu, Paracuru, Penaforte, Poranga, Quixadá, Sobral, Tianguá, Várzea Alegre e Varjota. Somente em Sobral, duas novas unidades passarão a ter o ensino em tempo integral.

    DN

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário