PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    quarta-feira, 25 de setembro de 2019

    Oposição se alia ao governo para dar apoio no combate aos ataques criminosos

    A reação da política aos ataques criminosos que assustam o fortalezense desde o fim de semana tem demonstrado certa maturidade e respeito à sociedade. As autoridades constituídas, o governador Camilo Santana (PT) e o prefeito Roberto Cláudio (PDT), estão agindo e comunicando as medidas do poder público para tentar resolver a crise, enquanto a oposição, até o momento, tem feito críticas racionais, o que é legítimo no processo democrático.


    Não há espaço, obviamente, para a crítica leviana, para o aproveitamento político e para se armar palanque em meio à ação dos facínoras que, claramente, reagem às regras impostas no sistema prisional e ao endurecimento do combate ao crime que é fato e está demonstrado nos números de redução da violência. O Ceará, atestam o governo estadual e o federal, foi o estado que mais reduziu o número de homicídios no País, por exemplo.

    Os ataques criminosos ocorridos em janeiro passado - e a superação deles - mostraram que a atuação e a parceria entre Estado e governo federal fortalece a ação pública em defesa da sociedade. E é nesse contexto que os discursos de opositores do governo estadual na Assembleia Legislativa - e na Câmara  federal - oferecendo ajuda e dando apoio à atuação, que deve ser firme nos presídios e nas ruas, ajudam a acalmar a população e sinalizam para a estabilidade institucional.

    Balanço

    A Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará (SAP) afirmou que 257 presos foram transferidos das unidades prisionais de Pacatuba, Quixadá e do Centro de Triagem e Observação Criminológica (CTOC) como “forma preventiva e tática”, diante da onda de ataques violentos ocorridos desde sexta-feira (20) no Estado. Segundo a SAP, eles pertencem ao grupo criminoso responsável pelos ataques. A Secretaria da Segurança Pública (SSPDS) confirmou 31 pessoas capturadas até as 18h30 dessa terça-feira. 

    DN

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário