PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    segunda-feira, 18 de novembro de 2019

    Tomar suco de laranja equivale a receber injeção de açúcar na veia, alerta endocrinologista

    O Brasil é o quarto país do mundo em quantidade de diabéticos. De acordo com o Ministério da Saúde, a incidência da doença cresceu quase 63% nos últimos 10 anos e deve continuar a aumentar. Até 2045, atingirá 24 milhões de brasileiros. Por enquanto, são 14,5 milhões de doentes no país, dos quais metade sequer sabe que convive com a enfermidade. 


    A falta de informação é um fator crucial para a evolução do diabetes, doença crônica causada pela produção insuficiente ou pela má absorção de insulina, o hormônio que regula a glicose no sangue. O diabetes aumenta as chances de doenças cardiovasculares, renais e de visão. Quanto menos informação, menor o cuidado.

    Neste 14 de novembro é celebrado o Dia Mundial do Diabetes, que faz parte de uma campanha iniciada em 1991 para ampliar a informação e a conscientização sobre a doença. Neste ano, o tema da campanha faz um alerta especial e lembra que os familiares de um paciente são agentes ativos do cuidado. Isto é, eles podem ajudar o paciente a evitar as complicações e manter o diabetes controlado. No Recife, das 7h às 11h, o Parque da Jaqueira receberá uma ação do Real Hospital Português (RHP) com aferição de pressão arterial e teste de glicemia (HGT). Médicos e nutricionistas estarão presentes para orientar sobre como conviver com a doença e os cuidados para evitar complicações. Monumentos e prédios públicos, como a Assembleia Legislativa de Pernambuco, serão iluminados de azul em alusão à campanha.

    Em entrevista ao Diario de Pernambuco, o vice-presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e professor do curso de especialização em endocrinologia e diabetes do Hospital Agamenon Magalhães (HAM), Gustavo Caldas, explica porque o diabetes deve ser levado a sério pela população, quais os riscos associados à doença e como está a evolução dos tratamentos.

    Quais são os principais mitos que ainda persistem quando se fala em diabetes no Brasil?


    Um deles é o mito de que só comer açúcar faz aumentar as chances de ter diabetes. O açúcar contido em todos os alimentos vai virar açúcar. Um refrigerante normal, por exemplo, tem 7,5 colheres de açúcar. Mas um copo de suco de laranja feito com três a quatro frutas pode equivaler a um refrigerante e meio em quantidade de açúcar. É como se tivesse dado uma injeção de açúcar na veia. O que vai diferenciar entre os alimentos é o tempo de absorção da glicose. Um feijão-verde, que também tem fibra, vai virar açúcar, porém o corpo irá absorvê-lo mais lentamente. É diferente de um macarrão. O carboidrato quanto mais complexo, quanto mais rico em fibra, melhor. É importante também ter a consciência de que não existe um diabetes “leve”, como muita gente pensa. O que existe, na verdade, é um diabetes bem controlado.

    TopBuzz

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário