PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

    Ensino de Tempo Integral beneficiará 41 mil alunos no CE em 2020

    Com mais tempo, mais oportunidades. A proposta de ensino com jornada prolongada da rede estadual de educação passa a valer para 25 novas unidades no Ceará, lançadas nessa quinta-feira (13) como Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTI). O anúncio foi feito durante evento da Secretaria Estadual da Educação (Seduc).


    A adição das novas escolas de tempo integral totaliza 155 unidades desse tipo no Estado. As cidades mais populosas concentram a maioria das EEMTIs, que são distribuídas em áreas consideradas vulneráveis. Contando com as 122 Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEPs), o Ceará passa a ter 277 unidades com jornada prolongada, o que representa 38% da rede estadual de ensino.


    As novas EEMTIs ofertam a matrícula para 3.589 alunos no primeiro ano do Ensino Médio. Em 2016, ano de implantação do programa em 26 escolas, eram 2.725 matriculados. A partir de janeiro deste ano, já são 41.197 estudantes beneficiados em 71 municípios do Estado do Ceará.

    Oportunidade

    "A Escola de Tempo Integral 'oportuniza' mais tempo de aprendizagem, onde o aluno pode interagir mais com colegas, com professores, laboratórios e livros. Eles podem escolher e desenvolver habilidades com as disciplinas eletivas, e trabalhar as competências socioemocionais", avalia a secretária da Educação, Eliana Estrela. Segundo ela, a proposta da Pasta é expandir e consolidar o sistema em Tempo Integral no Estado. Os municípios que recebem as 25 escolas nessa modalidade são: Abaiara, Acaraú, Assaré, Cariús, Fortaleza, Ibaretama, Ipaporanga, Irauçuba, Jardim, Jati, Jucás, Massapê, Mauriti, Mombaça, Morrinhos, Parambu, Paracuru, Penaforte, Poranga, Quixadá, Sobral, Tianguá, Várzea Alegre e Varjota. Somente em Sobral, duas novas unidades passarão a ter o ensino em tempo integral.

    A EEMTI Vicente de Paulo da Costa, situada no município de Acaraú, será uma das unidades a receber a jornada prolongada pela primeira vez. A diretora Iaraci Ferreira explica que a escola passou por um "estágio" de Tempo Integral em anos anteriores, propondo para a comunidade que as aulas fossem conduzidas dessa forma durante dois dias a cada semana.

    "A Seduc viu, gostou, nos fez a proposta e nós aderimos. Está sendo só maravilhas. Os alunos estão amando, nós conseguimos uma matrícula recorde e estamos muito confiantes para o futuro e em tudo que essa escola pode ofertar à nossa comunidade, que é o nosso principal objetivo", comemora a diretora.

    Serviço

    O atual foco da unidade, segundo ela, é o acompanhamento pedagógico realizado de terça a quinta-feira, por área de conhecimento. O gargalo, por outro lado, é a evasão escolar. Iaraci acredita que o Tempo Integral é a saída para o problema. "A gente hoje tem a oportunidade de ter os meninos o dia inteiro na escola, então estamos antes de mais nada fazendo um serviço social brilhante", avalia.

    "O jovem passa o dia tendo acompanhamento, comida. Isso já é uma maior dignidade para eles, poder oferecer três refeições durante o dia. E o acompanhamento é individualizado, porque nós conhecemos os nossos alunos".

    Cada escola nesse modelo oferece uma jornada de nove horas, com um currículo formado por 30 horas semanais de disciplinas da base comum, e 15 horas de disciplinas eletivas. Destas, 10 são escolhidas pelos alunos, de acordo com as áreas de interesse.

    No município de Irauçuba, a 155 Km de Fortaleza, os estudantes Anderson Mendes, 15, e João Vitor Santos, 16, se tornaram amigos, compartilhando a mesma turma durante o Ensino Fundamental, e, em 2020, seguiram juntos para uma nova etapa na EEMTI Professora Dilma Bastos, onde deram início ao Ensino Médio. Eles afirmam que o ano começou bem, com um ritmo tranquilo de aulas. Anderson ainda está na dúvida, mas João já decidiu que quer seguir carreira militar após a conclusão dos estudos regulares.

    "O Tempo Integral 'tá' sendo melhor porque a gente conhece mais gente, faz mais amigos. Também dá pra se concentrar nas tarefas quando a gente fica no colégio à tarde. Em casa, eu acabo me distraindo", admite João. Ele e Anderson também compartilham a disciplina optativa de Artes Marciais, a favorita de ambos. Foi durante essas aulas que conheceram Layanna Rodrigues, 14, que se destaca na prática de Judô. "A gente ficou amigo nessa optativa, que é muito boa. Mas eu também gosto das aulas de Filosofia, porque o professor explica muito bem", revela. Ela espera cursar Direito no futuro.

    Incentivo

    Durante o evento realizado ontem (13), cada escola recebeu um baú com itens voltados à produção de esquetes das disciplinas eletivas de teatro, dois notebooks, uma televisão, uma caixa de som amplificada e um kit de microfone sem fio. Os equipamentos resultaram de um investimento de R$ 1,5 milhão e foram entregues pelo governador Camilo Santana, com o objetivo de apoiar as eletivas das novas EEMTIs.

    As disciplinas ofertadas nas Escolas de Tempo Integral são o maior apelo para o estudante Alisson de Andrade, 16. Ele concluiu o Ensino Fundamental na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), no Município de Assaré, e começa a próxima etapa de sua formação neste ano, na EEMTI Raimundo Moacir Alencar Mota. "Eu não acreditava que ia pro Tempo Integral. Eu achava que ia desistir dos estudos, porque meus colegas começaram a desistir, a querer mudar o rumo e se afastar da escola. Mas eu tive o incentivo da minha família, de que a educação é o melhor caminho pra mudar o mundo", relata.

    Segundo ele, suas expectativas foram fortalecidas com a possibilidade de estudar com a jornada prolongada, que o motivou a persistir para buscar conhecimento sobre política. "Eu penso em cursar Ciências Políticas na faculdade", afirma. A diretora da unidade em Assaré, Verônica Rosal, diz que receber alunos com perfil similar ao de Alisson é um desafio, e o entusiasmo é fundamental. "Diante dessa juventude, desse incentivo e investimento alto que é feito, a gente tem mais certeza de que pode fazer a diferença na vida desses meninos. Essas são as escolas das oportunidades", afirma a gestora, otimista.

    DN

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário