PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    sexta-feira, 27 de março de 2020

    Coronavírus: 238 casos e três óbitos no Ceará confirmados em informe epidemiológico

    O número de casos confirmados do novo coronavírus no Estado do Ceará subiu para 238 nesta quinta-feira (26), um acréscimo de 12% desde o último informe epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa). A pasta também oficializou no documento os três primeiros óbitos por Covid-19. Uma das vítimas foi um idoso de 74 anos, residente em Fortaleza, como havia antecipado o Diário do Nordeste. As outras foram duas mulheres, uma de 84 anos, e a outra de 85. Todos apresentavam doenças crônicas pré-existentes.
    A Capital apresenta o epicentro de contaminados na região, com 224 registros. Os demais pacientes estão distribuídos entre Aquiraz (6), Fortim (1), Sobral (4), Juazeiro do Norte (1), Mauriti (1) e Groaíras (1).

    Outras duas pessoas testadas positivo para a doença no Ceará são de São Paulo capital e de Uberlândia, em Minas Gerais. Até então, elas eram contabilizadas no informe epidemiológico do Ceará, mas a partir de agora estarão nos boletins dos seus estados de origem.

    Em fase crescente de contágio, o Estado é o terceiro do Brasil com mais infectados, superado apenas por São Paulo (1.052) e Rio de Janeiro (421). O primeiro caso cearense do novo coronavírus foi registrado no dia 15 de março, há 12 dias.

    Para a frear a ascendente da Covid-19, o governador Camilo Santana emitiu um decreto solicitando o fechamento de espaços como bares, comércios, igrejas e escolas. Os únicos estabelecimentos com funcionamento permitido são os ditos essenciais, ou seja, farmácias, supermercados e hospitais.

    Aos idosos, grupo mais suscetível a complicações respiratórias com o novo coronavírus, uma campanha de vacinação contra gripe foi iniciada e segue sob esquema de drive thru. Dessa forma, as pessoas podem receber a injeção dentro dos veículos, sem aglomerações.

    DN

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário