PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    25 de abr. de 2020

    Filha de Marielle a Bolsonaro: 'Lave a boca antes de falar da minha mãe'

    Filha da ex-vereadora Marielle Franco, morta a tiros em uma emboscada na região central do Rio de Janeiro, em março de 2018, Luyara Santos pediu para que Bolsonaro "lave a boca" antes de falar de sua mãe. 

    O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) citou o nome da ativista ao dizer que a Polícia Federal estava mais preocupada em investigar a morte de Marielle do que a facada da qual ele foi vítima em setembro do mesmo ano, durante pronunciamento em que rebatia acusações do agora ex-ministro da Justiça, Sergio Moro.

    "Será que é interferir na Polícia Federal quase que exigir, implorar a Sergio Moro, quem mandou matar Jair Bolsonaro? A PF de Sergio Moro mais se preocupou com Marielle do que com seu chefe. [Pessoas] de bem no Brasil querem saber", disse ele. "'Entendo, me desculpe senhor ex-ministro: entre meu caso e o da Marielle, o meu está muito menos difícil de solucionar. Afinal, o autor foi preso em flagrante de delito. mais pessoas testemunharam. Telefones foram apreendidos'", completou, em tom de ironia.

    No Twitter, Luyara reagiu à fala de Bolsonaro com indignação. "Que o senhor presidente lave a boca antes de falar da minha mãe", escreveu ela. Anielle Franco, irmã de Marielle, também rebateu a fala de Bolsonaro e pediu para que ele assumisse sua incompetência. "Minha irmã não é palco pra você ficar jogando a sua cortina de fumaça. Assuma sua incompetência e falta de ética. Não se compare a ela! Marielle tinha e tem o que o senhor não tem: caráter e valores! Nos poupe!", afirmou, no Twitter.

    Em nome da família, o Instituto Marielle Franco manifestou o "desprezo e revolta" pela fala de Bolsonaro. "Nós, da família de Marielle e do Instituto Marielle Franco, manifestamos nosso total desprezo e revolta pela fala do presidente Jair Bolsonaro, que usa do crime que tirou a vida de Marielle para fazer uma cortina de fumaça desviar a atenção da sua incompetência e falta de ética".

    UOL

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário