PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    21 de abr. de 2020

    Fotógrafo é acusado de importunação sexual de mulheres em Fortaleza

    Fotógrafo de atuação em Fortaleza está sendo acusado de importunar sexualmente mulheres.
    Segundo conversas publicadas em prints em um perfil do Instagram, o homem contatava as vítimas por meio de redes sociais e insistia para que elas participassem de ensaios sensuais, sendo fotografadas por ele. Algumas mulheres relatam terem recebido convites para negociarem fotos íntimas delas e de amigas. Uma das supostas vítimas registrou boletim de ocorrência nesta terça-feira, 21.

    Em nota, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) informou que foi registrado nesta terça-feira, 21, na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza um Boletim de Ocorrência (BO) sobre uma denúncia contra um fotógrafo que teria importunado sexualmente mulheres na Capital. "Uma das vítimas procurou a delegacia especializada hoje, onde foi ouvida. O caso será investigado. A Polícia Civil agora trabalha para identificar outras possíveis vítimas do crime", afirma a nota.

    A estudante Thuila Brito, 20, conheceu o acusado em 2019 e passou a segui-lo no Instagram após ver as fotos que ele fez de uma conhecida. "Ele me chamou no Instagram, disse que me achou bonita e que queria fazer um ensaio comigo. Eu disse que tudo bem. Quando ele perguntou o tipo de foto que eu gostava, eu comentei sobre as que ele tirava na praia. Ele perguntou se eu não iria preferia tirar em um quarto de hotel e eu recusei", relata a jovem.

    Ainda segundo ela, o fotógrafo pedia que Thuila enviasse fotos sensuais a ele. Quando a estudante negou o pedido, ele chegou a questioná-la sobre a sexualidade dela. A partir de então, ela parou de responder às mensagens. A partir de então, o fotógrafo passou a ligar para a jovem de madrugada e ela resolveu bloqueá-lo em todas as redes sociais.

    Thuila afirma que conhece outras duas pessoas que também foram assediadas pelo acusado. "Com uma amiga minha, ele pedia para ela vender fotos de amigas dela para ele", acrescenta.

    No perfil do Instagram que denuncia os assédios, dezenas de conversas expõem histórias semelhantes a de Thuila. "Então, tudo aconteceu ano passado, quando ele foi fazer umas fotos de uma amiga minha e e eu fui maquiadora dela. (...) Ele ficava o tempo inteiro tentando me abraçar, tentando beijar meu rosto, dizendo que eu era linda, gostosa e ofereceu um ensaio sensual de graça. (...) Ele não queria ir embora mesmo a gente pedindo. Realmente espero que o achem e prendam!", diz uma das mensagens publicadas.

    O Povo

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário