PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    quinta-feira, 14 de maio de 2020

    Brasil terá um total de 90 mil mortes por Covid-19 até agosto, segundo nova projeção

    Brasil terá cerca de 90 mil mortes por Covid-19 até agosto, segundo projeção do centro americano que assessora a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), que antecipa o balanço estimado de 6 mil mortos no México, Peru e Equador, além de cerca de 700 falecimentos na Argentina. 

    O Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde (IHME), da Universidade de Washington, revelou nesta semana seu modelo de estimativas para a América Latina, cujas projeções são até 4 de agosto. 

    "Esta análise mostra na América Latina uma grande epidemia esperada no Brasil e depois epidemias menores, mas substanciais, no México, Peru e Equador, além de uma epidemia muito menor na Argentina", disse Christopher Murray, diretor do IHME, a jornalistas na última quarta-feira. 

    Foram estudados nove países da América Latina que já tenham tido mais de 50 mortes pelo novo coronavírus. 

    De acordo com os números recolhidos até 12 de maio, o Brasil seria o mais afetado, com 88.305 mortes, em um intervalo estimado entre 30.302 e 193.786. Por outro lado, a Argentina teria apenas 680 mortes (414 a 1.420). 

    Em comparação, o México totalizaria 6.859 mortes por Covic-19 (3.578 a 16.795); Peru, 6.428 (2.731 a 21.724); e Equador, 5.215 (4.844 a 6.052). 

    A Colômbia teria 2.157 (793 a 5.890). O Panamá será o menos atingido, com 661 mortes (362 a 1.345), assim como o Chile, com 687 (421 a 1.417), e a República Dominicana, com 881 (595 a 1.435).

    DN

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário