PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    6 de mai. de 2020

    Coronavírus: projeto sugere plano emergencial para as periferias de Fortaleza

    Iniciou tramitação na Câmara Municipal de Fortaleza projeto de Indicação que cria o Plano Emergencial para Enfrentamento à Covid-19 nas periferias da Capital cearense.
    A proposta foi idealizada visando o alto número de mortes que têm atingido bairros periféricos da cidade, mesmo estes locais apresentando menor número de contaminados.

    De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), os bairros de Vila Velha, Barra do Ceará, Cristo Redentor e Vicente Pinzón estão entre os locais da periferia com maior casos de mortes por coronavírus em Fortaleza. O Vicente Pinzón, por exemplo, se tornou o logradouro com mais óbitos, chegando a 21 mortes no início da semana.

    O bairro Cristo Redentor, outro território que preocupa devido ao baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), contava com 18 óbitos. A Barra do Ceará também é motivo de preocupação, assim como Granja Lisboa e José Walter com 13 mortes cada. Carlito Pamplona e Cais do Porto também chama a atenção pelo alto índice de mortalidade em virtude da doença.

    A curva elevada de mortes na periferia segue também nos bairros Vila Velha, Carlito Pamplona e Cais do Porto, todos com 12 vítimas. Alto da Balança, São João do Tauape e Joaquim Távora são outros com casos preocupantes.

    De acordo com a autora da proposta, vereadora Larissa Gaspar (PT), o Plano prevê acesso universal à água, distribuição gratuita de sabonete, detergente, água sanitária e álcool em gel, além da distribuição gratuita de cestas básicas e materiais informativos sobre os sintomas da COVID-19.

    O programa, que deve funcionar em caráter emergencial, prevê ainda a garantia de equipes multidisciplinares de profissionais de saúde, com equipamentos de segurança adequados, para atender e orientar a população; e de acesso a testes e exames para identificar o coronavírus, bem como medicamentos adequados para combatê-lo.

    A proposta também defende a proibição da interrupção do fornecimento de água pela Companhia de Água e Esgoto  do Ceará (Cagece) e cita o uso de caminhões-pipa para garantir o abastecimento. O Plano prevê ainda que a Prefeitura pague hotéis e pousadas para pessoas de grupo de risco ou com sintomas cujas moradias não permitem o auto-isolamento e que o transporte dessas pessoas também seja custeado pela governo municipal.

    Edison Silva

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário