PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    11 de mai. de 2020

    Dataprev deve enviar até esta terça (12) resposta para 17 milhões de cadastros pendentes do auxílio emergencial

    O total de 17 milhões de cadastros do auxílio emergencial que ainda continuam em análise ou não tiveram confirmações quanto à validação das informações prestadas deverão ter alguma confirmação sobre a renda básica emergencial até esta terça-feira (12), de acordo com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.
    Durante transmissão ao vivo de Comissão do Congresso Nacional, Guimarães afirmou que a previsão fora repassada pela estatal de tecnologia Dataprev e o ministério da Cidadania, responsáveis pelas análises das inscrições. 

    De acordo com os números da Caixa, quase 50 milhões de brasileiros já receberam o auxílio emergencial. Desse total, 19,2 milhões são beneficiários do programa Bolsa Família, enquanto 10,5 milhões são do Cadastro Único e 20 milhões foram inscritos através do aplicativo ou site do Auxílio Emergencial. 

    As inscrições no app/site são justamente as que têm demandado maior tempo de análise. Ao todo, mais de 51 milhões de pessoas se inscreveram através desses canais digitais, e a Dataprev e o ministério da Cidadania ainda não repassaram para a Caixa informações de 12,4 milhões de cadastros que seguem inconclusivos (foram demandados a fazer o recadastramento) e pelo menos cerca de 6 milhões de possíveis beneficiários que ainda seguem com o pedido em análise desde a primeira inscrição. 

    "Devemos receber da Dataprev e do ministério da Cidadania, (entre) hoje e amanhã resposta para mais 17 milhões de brasileiros, (eles são) basicamente os últimos que estão em análise", afirmou Guimarães na tarde desta segunda-feira (11).

    Pagamento

    Mesmo com o repasse das informações, ainda de acordo com a Caixa, nem todos esse beneficiários serão pagos, já que a análise pode negar o acesso ao benefício assim como já fez a pelo menso 26 milhões de inscritos. "Nem todos serão pagos, mas todos os brasileiros que a Caixa poderia pagar, nós já pagamos. Assim que recebermos da Dataprev e ministério da cidadania (as informações), precisamos de dos dias para começar a pagar", reforçou Guimarães. 

    94% dos 50 milhões de beneficiários já tiveram o pagamento depositado em suas contas. Desse percentual, 34% sacaram o dinheiro e 6% continuam sem fazer nenhuma movimentação da quantia, mas têm um prazo de três meses para fazer isso. 

    Hoje, a Caixa registrou um total de 275 mil saques do auxílio emergencial até as 14h. A previsão do banco é fechar o dia com um total de 339 mil operações. As transações financeiras na poupança digital já chegaram ao total de 20,9 milhões. 

    Quanto ao calendário para pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial, embora a Caixa já tenha anunciado mudanças para evitar número grande de pessoas nas agências, o governo ainda não aprovou as novas datas para realização dos pagamentos. 

    Ne10

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário