PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    10 de mai. de 2020

    Estados irão atrasar salários, mas no CE, segundo Camilo, pagamento em dia será mantido

    Alvo de um projeto que estabelece o congelamento de salários, como condição para o Governo Federal socorrer os Estados e os Municípios, os servidores públicos de muitas unidades da Federação passam a conviver com outra realidade: a ameaça de atraso salarial.

    O governador Camilo Santana (PT) vem rebatendo notícias que circulam nas redes sociais sobre possível redução ou atraso de salários. Camilo classifica as notícias como mentirosas e mantém tranquilidade aos servidores ao dizer que não haverá redução, nem atraso de salários. O compromisso com os servidores públicos, segundo afirma, será mantido até o último do seu governo.

    A situação privilegiada dos servidores públicos do Ceará é bem diferente para servidores de outros estados: após quatro anos pagando com atraso os salários, Estados em situação fiscal delicada esperavam regularizar a folha de pagamentos neste ano, mas a crise decorrente da pandemia da covid-19 deve impedir que os trabalhadores voltem a receber em dia.

    Uma reportagem do Jornal O Estado de São Paulo, edição deste domingo, destaca que ‘’Secretários da Fazenda de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro já afirmam que nem mesmo a ajuda do governo federal será suficiente para que consigam cumprir com a folha de pagamentos e, após a fase mais crítica da pandemia, a tendência é que a situação fiscal desses Estados se deteriore ainda mais’’.

    A reportagem relata, ainda, que, no Rio Grande do Sul, por exemplo, há 50 meses os pagamentos não são feitos até o último dia do mês, como determina a lei, além de serem escalonados – primeiro recebem aqueles com rendimentos menores. Os servidores chegaram a esperar 45 dias para que o dinheiro caísse em suas contas, mas, no começo deste ano, esse prazo havia diminuído para 13 dias.

    Amaury Alencar

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário