PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    quarta-feira, 20 de maio de 2020

    Justiça manda colocar tornozeleira eletrônica em mulher com covid-19 que burlou o isolamento em MS

    A mulher, de 42 anos, diagnosticada com covid-19 e que estava descumprindo a quarentena em Ponta Porã, região de fronteira com o Paraguai, começou a usar tornozeleira eletrônica nessa terça-feira (19), após a Justiça determinar a prisão domiciliar dela.

    Uma equipe de profissionais de saúde acompanhados por policiais estiveram na casa dela para colocar o equipamento, não houve resistência. A sentença do juiz Marcelo Guimarães, determinou que ela use a tornozeleira até o fim da quarentena.

    A Guarda Municipal, chegou a ficar de plantão durante toda essa segunda-feira (18) em frente a casa da mulher, para não permitir que ela descumprisse novamente o isolamento e coloque-se em risco a vida de outras pessoas, segundo a Secretária Municipal de Saúde.

    "Foi a forma que encontramos para evitar que essa pessoa faça de novo o que ela já fez 2 vezes aqui em Ponta Porã, não iremos permitir que isso ocorra de novo [...] Nós passamos o domingo procurando ela, fomos em vários endereços a não encontramos. Recebemos informação que ela estaria pelo centro da cidade, ou até cruzado a fronteira, estamos empenhados nesse caso" disse o secretário de Saúde de Ponta Porã, Patrick Derzi.

    A mulher, que se diz autônoma, já havia desrespeitado a quarentena no dia anterior, quando a prefeitura de Ponta Porã registrou um boletim de ocorrência contra ela. Segundo a polícia, ela diagnosticada com covid-19 no dia 12 de maio, e desde então, orientada a permanecer em isolamento social em casa, onde seria atendida via telefone e aplicativo de mensagens pelo celular.

    A ocorrência foi registrada após o Município ter conhecimento de que a paciente havia descumprido a quarentena indo ao posto de saúde, no bairro São Domingos, exigindo ser atendida pela médica. Testemunhas informaram que ela não poderia estar ali e que deveria permanecer em isolamento. Disseram também que ela estava nervosa e destratava as autoridades de saúde.

    De acordo com último boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES) Ponta Porã tem 6 casos registrados de covid-19. Mato Grosso do Sul chegou a 642 nessa segunda-feira e 16 mortes.

    G1

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário