PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

FM MAIOR 93,3

  • Notícias

    quarta-feira, 20 de maio de 2020

    Rodrigo Maia já fala em outro projeto de Socorro a estados

    O presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já fala na possibilidade de o Congresso ter que votar um outro projeto que viabilize socorro financeiro aos estados e municípios.
    Ontem, Maia deu essa sinalização ao falar sobre a demora do presidente Jair Bolsonaro em sancionar o texto já aprovado pelo Legislativo (em 2 de maio no Senado, e no dia 5, na Câmara). A proposta garante o desembolso de R$ 60 bilhões pela União somente para repasse direto aos entes. 

    O Estado do Rio, por exemplo, aguarda a sanção de Bolsonaro à lei para receber a sua fatia: o valor de R$ 2,5 bilhões, sendo que a quantia é bem abaixo do necessário para cobrir o buraco nas contas e garantir salários até o fim do ano. 

    Urgência 

    Maia disse esperar que a sanção saia esta semana. Mas, ainda assim, considera que há demora, já que o Parlamento 'correu' para dar sinal verde à medida diante da urgência dos estados. 

    Apoio de veto a reajuste 

    Amanhã, inclusive, Bolsonaro tem reunião com governadores. Alguns parlamentares acreditam que, antes de bater o martelo sobre a lei, ele quer um compromisso dos chefes dos governos estaduais pelo apoio ao veto a reajuste. 

    Isso porque o projeto tem uma contrapartida de congelamento salarial até o fim de 2021. O Congresso, porém, blindou dessa medida a Saúde, Segurança e outras áreas. Bolsonaro, porém, disse que vai vetar esse trecho. 

    "O presidente deve ter seus motivos. Agora, quanto mais adiar o apoio a estados e municípios, como a arrecadação vem caindo, alguns vão ficar em uma situação muito ruim, e isso pode gerar uma necessidade de uma segunda medida de apoio", disse Maia, que acrescentou: "Não seria o ideal". 

    Topbuz

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário