PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

  • Notícias

    02 junho 2020

    Destroços da escultura 'Mulher Rendeira' são encontrados em Fortaleza

    Os restos da escultura "Mulher Rendeira" foram finalmente localizados.
    Entretanto, o processo de restauração da obra ainda será definido pelo Banco do Brasil. 

    Para alívio dos cearenses, no início da tarde da segunda-feira (1), um vídeo com os destroços da escultura passou a circular na internet. A imagem revela pedaços da rendeira pelo chão. É possível perceber a cabeça pernas e pés da personagem tão importante à cultura local.

    A obra em pedações foi resgatada pelo professor José Viana, que se deslocou imediatamente ao local onde ocorria a obra logo que soube que a escultura havia sido atingida, na sexta-feira (29). Ele recolheu os destroços, levando-os para casa em sua Kombi. 

    A sociedade cearense testemunhou um novo descaso com a memória cultural do Estado. No último final de semana, a notícia do desaparecimento da escultura 'Mulher Rendeira' gerou revolta e apreensão nas redes sociais.

    Artistas, arquitetos, pesquisadores e entidades denunciaram que a obra do artista plástico Corbiniano Lins tinha sido destruída a marretadas. E pior, o paradeiro do que sobrou da peça seguia desconhecido.

    Em nota, o Banco do Brasil explicou que a retirada da escultura foi "resultado de erro de execução no projeto de engenharia, que previa a remoção da escultura durante as obras exatamente para protegê-la, com sua posterior reinstalação".

    Colocou ainda que está em contato com as autoridades e intervenientes para encontrar os meios adequados de restaurar a obra, considerando aspectos legais e artísticos envolvidos. Disse também que adota ações que levarão à sua reinstalação. 

    Entidades como o Instituto dos Arquitetos do Brasil (Departamento Ceará) e Secretaria da Cultura de Fortaleza criticaram e cobraram respostas. Já na segunda, a Coordenaria de Patrimônio Cultural e Memória da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE) prestou apoio e informou estar em contato com José Viana e com a assessoria do banco.

    DN

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário