PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

  • Notícias

    22 fevereiro 2021

    Hora de plantar: projeto distribui 8300 mudas em Ocara e mira unidade demonstrativa


    O hora de plantar, através da Secretaria de Desenvolvimento Agrário e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão rural do Ceará, distribuiu 8.300 mudas de sabiá em Ocara. As mudas entregues pelo projeto, realizado em parceria com a secretaria municipal de Agricultura e Meio Ambiente, ocupam uma área de oito hectares na comunidade rural Sítio Baixa Grande e funcionarão como unidade demonstrativa para divulgar a cultura na região.

     

    “O que leva os agricultores a plantarem mudas de essências florestais são: reflorestamento de áreas degradadas, formação de cerca viva no perímetro e, futuramente, uma fonte de renda com a venda de estacas e mourões de excelente qualidade”, afirma Érico Pontes, engenheiro agrônomo da Ematerce de Aracoiaba. “A propagação se dá por sementes plantadas em canteiros e o plantio no campo normalmente é feito com mudas”.


    De acordo com Francisco Jeová Lima de Paiva, técnico da secretaria municipal de Agricultura, a área tem condições de receber irrigação, caso aconteça veranico ou falta de chuvas, que venha comprometer o desenvolvimento das plantas. “Além disso, o fornecimento das mudas pelo Governo do Ceará somente será ressarcido no prazo de quatro anos e com 50% de desconto”, acrescenta.


    Um dos benefícios do sabiá é fornecer aos agricultores familiares uma madeira pesada, dura, compacta, de superfície lisa e de grande durabilidade, mesmo quando exposta à umidade e enterrada. Por isso mesmo, a planta é muito apropriada para usos externos, como moirões, estacas, esteios, lenha e carvão. O sabiá é também muito utilizado como cerca viva defensiva e quebra-ventos.

     

    “Como planta tolerante à luz direta e de rápido crescimento é ideal para reflorestamentos heterogêneos destinados à recomposição de áreas degradadas, acrescentou o engenheiro agrônomo.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário