PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

  • Notícias

    30 março 2021

    Pesquisa aponta que, após lockdown, casos e óbitos por Covid no Ceará devem estabilizar antes da média brasileira




    Segundo dados do Sistema de Monitoramento Preditivo (Simop), da Universidade Federal do Ceará (UFC), o Ceará deve chegar à estabilidade de casos confirmados e óbitos por Covid-19 em até 15 dias antes do que Brasil. A projeção apontada pelo estudo é que o estado tenha média móvel estável de casos já durante a primeira quinzena de abril e, de mortes, entre fim de abril e início de maio.


    Para os pesquisadores. a possibilidade de o Ceará ficar com casos e óbitos por Covid-19 estáveis antes do país decorre do isolamento social rígido (lockdown), determinado pelo governador Camilo Santana em todo o território cearense no dia 13 de março e que seguem, até o momento, até o dia 4 de abril.

    Na epidemiologia, a estabilidade com altos índices é chamada de platô. Ele ocorre após aumento exponencial e se mantém por um período no topo para, então, começar a cair. O Ceará vem apresentando incremento de casos e óbitos provocados pela doença desde o início do ano, no que é considerado por especialistas como segunda onda. Do começo da pandemia até esta terça-feira (30), já foram confirmados 532.534 casos, dos quais 13.778 evoluíram para morte.

    Isso deve durar até a primeira quinzena de abril, quando a tendência deverá ser de queda no número de casos diários. O Simop analisa dados como a taxa de contágio da doença no estado e outros dados históricos extraídos da plataforma IntegraSUS, da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará. Os números, porém, dependem do nível de isolamento social.


    Nenhum comentário:

    Postar um comentário