PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

  • Notícias

    28 março 2021

    Prefeitura de Quixadá garante antecipação de 50% do 13º salário da Educação para abril


    O prefeito de Quixadá, Ricardo Silveira, autorizou a realização da uma medida econômica inédita que deve beneficiar os professores, garantindo mais recursos à classe no período de pandemia: após estudos de viabilidade feito com a equipe de finanças e contábil, o gestor resolveu antecipar o pagamento 50% do décimo terceiro salário aos profissionais da Secretaria de Educação para o mês de abril.

    De acordo com a gestão municipal, a medida econômica foi planejada para garantir aos educadores mais fonte de renda e assim atravessar com menor dificuldades o difícil momento da crise econômica, provocada em todo o País em função da pandemia do coronavírus. Preços de produtos populares passaram a subir consideravelmente, dificultando a inserção dessas despesas no orçamento diário do trabalhador público.

    Ricardo Silveira falou que considera a medida importante, e analisa que o repasse dos recursos deverá trazer mais conforto ao educador quixadaense. “Essa medida inédita que estamos adotando, é uma forma encontrada por nossa gestão para valorizar os profissionais da educação que foram tão esquecidos e maltratados nos últimos anos e acredito que nesse momento de pandemia, será uma grande ajuda aos nossos educadores”, declarou o prefeito de Quixadá.

    Os professores estão entre a classe do funcionalismo público quixadaense, que enfrenta consequências em função da irresponsabilidade dos atos administrativos da antiga gestão. Sob o argumento de que a Educação se pagava com recursos do mês seguinte, mesmo tendo recebido repasses extras no final do ano, o ex-prefeito não deixou em caixa dinheiro para garantir o pagamento dos professores referente a dezembro de 2020.

    Sensível diante da situação, Ricardo Silveira ainda tentou resolver a questão, mas ao analisar os débitos computados pela sua equipe econômica, descobriu um rombo ainda maior: além do salário dos educadores, o antigo gestor teria deixado um débito de quase R$ 11 milhões apenas referente a salários. Esse fato tornou inviável quitar o débito haja vista os demais valores abertos existentes. O ex-gestor nega, mas os números podem ser conferidos via Portal da Transparência e no próprio site da prefeitura, num balanço contábil onde ele mesmo assina o documento, atestando as dívidas deixadas.

    O êxito do trabalho feito pelo setor financeiro da nova gestão tendo Silveira à frente da prefeitura, permitiu executar a medida e repassar os valores agora em abril, uma ação que ocorrem num período essencial, já que em função da pandemia, problemas como a alta de preços e a escassez de recursos dificultam a vida do trabalhador quixadaense. “Fizemos um grande esforço econômico para garantir essa antecipação de 50% do 13º da Educação e esperamos com isso, que nossos educadores sintam-se cada vez mais valorizados pela nossa gestão”, declarou Ricardo Silveira.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário