PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

  • Notícias

    13 maio 2021

    Falta de insumos causa muita preocupação a secretários de saúde dos estados e municípios brasileiros

    O depoimento de Fábio Wajngarten à CPI da Covid indicando que Bolsonaro negligenciou o país ao rejeitar a oferta da Pfizer por vacinas, aliado a falas xenofóbicas do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre a China que arranharam ainda mais a relação já desgastada com o país, fez com que o Brasil desse mais um passo para o que os gestores de saúde estão temendo que é o “apagão das vacinas” provocado pela escassez de insumos. 

    Essa escassez de insumos vem da gestão do general Eduardo Pazuello, que ordenou que estados e municípios não guardassem a segunda dose da vacina distribuída em março, quando a orientação inicial era guardar metade para a segunda dose. 

    A estratégia de Pazuello de adiar o seu depoimento à CPI não está saindo como o planejado pelo ex-ministro e ele terá ainda mais o que explicar, sobretudo após o depoimento desta quinta-feira (13) do representante da Pfizer e, por esse motivo o há um looby  ainda maior do Planalto para defender o “distanciamento” de Pazuello da CPI.


    *Fonte: Blog do Marcos Pinto

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário