PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

  • Notícias

    20 maio 2021

    Parlamentar que ameaçou deputadas nega machismo: “Sou filho de uma mãe”

    Uma semana após ameaçar deputadas em reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o deputado Delegado Eder Mauro (PSD-PA) voltou a protagonizar um novo episódio de machismo. Durante as discussões da MP da privatização da Eletrobras, ele foi repreendido pela deputada Fernanda Melchionna (Psol-RS) por circular pelo plenário sem máscara, contrariando o protocolo sanitário.

    Após Melchionna dizer que a bancada feminina não tinha medo dele e de relembrar declarações machistas ditas pelo colega, Eder Mauro voltou a provocar as mulheres. Ele disse que a fala da deputada “estava chata pra porra”. Chamado de machista, Eder Mauro retrucou: “Sou casado com uma mulher, não com uma barata. E sou filho de uma mãe, não de uma chocadeira. Não tenho medo de vocês, deputadas”. “Esse é o grande problema, aqui e nas comissões, eles [a oposição] tentam dominar tudo. Conseguem nos chamar de assassino, torturador, fascista, genocida e o cacete a quatro e temos que aceitar.”

    Eder Mauro falou após o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), repreender os dois parlamentares. Melchionna cobrou do deputado que usasse a máscara e lembrou seu histórico de ataques às parlamentares, sobretudo de esquerda. Delegado da Polícia Civil, o paraense está em seu segundo mandato federal e responde a processo na Justiça pelo crime de tortura.

    *Fonte: Congresso em Foco

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário