PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

  • Notícias

    13 julho 2021

    Programa do Governo vai pagar metade do salário mínimo de novos contratados no Ceará

    O Governo do Estado do Ceará vai pagar a metade do salário mínimo para 20 mil novos trabalhadores contratados por empresas no setor de comércio e serviços, anunciou em live nesta terça-feira (13) o governador Camilo Santana. O programa depende de aprovação na Assembleia Legislativa para começar a valer. Camilo tem ampla base de apoio no legislativo e costuma aprovar os projetos do Executivo com folga.

    Caso entre em vigor, o programa vai beneficiar empresas pagando a metade do salário mínimo dos novos trabalhadores.

    "Digamos que a empresa tem cinco empregados e agora vai contratar mais cinco. Como estímulo do governo pra gerar mais emprego, nós vamos pagar 50% do salário desse trabalhador. É uma forma de auxiliar a economia", exemplificou Camilo Santana.

    Os detalhes estarão no projeto de lei que será encaminhado à Assembleia Legislativa ainda nesta semana, mas o governador antecipou algumas regras.

    "A lei vai determinar o regramento dessa política, a pessoa não pode demitir um pra contratar outro. São novos empregos, tem que gerar novos empregos. Também tem um teto do número de pessoas na regulamentação."

    O benefício será no salário mínimo do trabalhador durante seis meses.

    Pedido de urgência na Assembleia

    Em transmissão em redes sociais, o governador Camilo afirmou que vai solicitar ao poder legislativo uma votação urgente para esse programa.

    "Criamos um projeto que vai pra Assembleia, no mais tardar, amanhã (quarta-feira, 14). Já falei com o presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão e queremos que seja votada na quinta-feira (15) porque nessa semana ela (Assembleia) entrará em recesso. Vou pedir até que, se possível, regime de urgência."

    Fonte: G1

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário