PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

  • Notícias

    07 outubro 2021

    Tejuçuoca: Ministério Público pede afastamento de vereador que pegava insumos hospitalares para aplicar em cavalos



    O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por intermédio da Promotoria de Justiça de Irauçuba, ajuizou Ação Civil Pública (ACP) de responsabilização por ato de improbidade administrativa contra o vereador em exercício no município de Tejuçuoca, Francisco Robério Rodrigues Forte, conhecido popularmente como “Roberinho do Chôro”.

    O procedimento investigatório foi instaurado pelo promotor de Justiça Jairo Pequeno Neto, após o vereador demandado assumir, durante discussão em sessão pública, que desviava insumos hospitalares de Tejuçuoca e aplicava em cavalos.

    Durante a discussão, Roberinho do Chôro acusou o vereador Fábio Gondim de utilizar máquinas públicas para construir um parque de vaquejada. O Ministério Público já abriu procedimento para apurar a ocorrência de ato de improbidade administrativa e requisitou a instauração de inquérito policial, em razão da suposta prática de crime.

    De acordo com a ACP, “o vereador desviou soros hospitalares da Prefeitura de Tejuçuoca com a finalidade de granjear votos dos donos dos animais, no contexto de conseguir apoiadores para os candidatos de 2022, alicerçando a pretensão de vitória em 2024, visto que corridas de cavalo, competições e, principalmente vaquejada, são atividades que estão em ascensão neste ano”.

    O promotor de Justiça Jairo Pequeno Neto acredita que “o dano causado ao erário é maior do que se presume, principalmente durante a pandemia, já que o parlamentar está no terceiro mandato e há indícios de que ele, pela influência política do cargo eletivo, tinha facilidade em desviar materiais destinados à saúde pública”.

    MPCE

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário