PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

  • Notícias

    12 abril 2022

    Em jantar com caciques do MDB, Lula é cobrado por falas sobre aborto e que ‘dão palanque a Bolsonaro’



    Em um jantar de quase quatro horas na casa do ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (MDB-CE), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi cobrado sobre as declarações que deu nos últimos dias. O petista defendeu o direito de mulheres fazerem aborto, incentivou protestos contra congressistas e disse que, se eleito presidente, retiraria militares de cargos comissionados no governo. A informação é da jornalista Thais Arbex, da CNN.

    De acordo com a jornalista, cinco participantes do encontro foram ouvidos pela CNN e, segundo relatos, as primeiras críticas partiram do senador Omar Aziz (PSD-AM) e foram seguidas pelo colega Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB). Eles apelaram para Lula “maneirar nas discussões sobre a pauta de costumes”. Ambos disseram que, se seguir nesta seara, o petista acabará dando, automaticamente, “palanque” ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e seus aliados.

    Lula, de acordo com os convidados, ouviu as cobranças dos senadores e disse que vai falar sobre o que o povo está interessado — inflação, desemprego, aumento de combustíveis —, mas afirmou que “não é homem de fugir de debate”. O petista, segundo os relatos, afirmou que se o presidente quiser debater religião, ele vai “mostrar que é mais cristão que o Bolsonaro”. “Fui coroinha”, brincou Lula, de acordo com senadores.

    Repórter Ceará

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário