PROGRAMA DO ROCHINHA

De Segunda a Sexta, das 6h às 7h, na FM MAIOR DE BATURITÉ 93,3. E-mail: programadorochinha@gmail.com - Fone: (85) 3347-1177 WhatsApp: (85) 9 9156-2117

  • Notícias

    17 junho 2022

    André Figueiredo será o articulador para alianças e diálogo com partidos aliados na formação da chapa liderada pelo PDT



    Ciro Gomes comparou sua meta como pré-candidato à presidência da República a um rompimento de barragem. “Vamos conseguir”, disse em discurso. Atacando a polarização entre Bolsonaro e Lula, o pedetista foi duro. “Um foi presidente e deixou o Brasil com o pobre tendo renda média de R$ 74 e o atual derrubou para R$ 39, segundo o IBGE. Por isso, a barragem vai  ceder”, disse. 

    “Candidato do PDT será anunciado em julho, no período das convenções”, informou Ciro, enfatizando que o deputado federal André Figueiredo, presidente do PDT, vai coordenar o processo para definir a aliança e os nomes da chapa. “Sempre usamos como critério para definir um candidato, as pesquisas e o preparo”, reforçou, citando que nunca o pessoal superou o “coletivo” dentro do processo de escolha. 

    Ciro fez um destaque e se referiu ao processo eleitoral local para satisfazer a curiosidade de centenas de vereadores, deputados, prefeitos e lideranças de movimentos sociais presentes ao Hotel Malheiro, escolhido estrategicamente para mostrar a nova beira mar aos ilustres convidados, vindos do interior, que queriam saber da nova de Ciro sobre os entendimentos. Ele foi direto ao ponto, quando reiterou que o candidato não sairá de um “conchavo ou capricho”. A plateia ouviu e foi embora, para casa, aguardar o desfecho. 

    O pronunciamento de Ciro acalmou setores que aguardavam palavras duras e agressivas. Ele foi cirúrgico e conclamou a todos para uma união em nome de um projeto que transformou o Ceará em primeiro lugar no turismo, na arrecadação entre capitais e no PIB dos estados nordestinos. 

    O papel a ser exercido por André Figueiredo será de bombeiro, construtor e pacificador. São muitos candidatos aos cargos majoritários e poucas vagas. Ficou claro o fator transparência e parcerias. Nada de negociar o inegociável. 

    Blog do Roberto Moreira

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário